Mais ZoomMenos Zoom

Amor

sábado, 16 de julho de 2011
Dói amar alguém e não ser amado em retorno,
 mas o que é mais doloroso é amar alguém
e nunca encontrar a coragem
para deixar esta pessoa
saber como você se sente.


Aí o amor, quando é demais enfim quebra a paz....
As pessoas definem quase todos os sentimentos em amor. Mas na verdade o que é o amor? O amor é algo que se sente por alguém, que de uma forma sublime deseja que aquela pessoa seja feliz. O amor é capaz de mover céus e inferno por um sorriso do ser amado. O amor é um palpitar no coração só por ver o ser amado. O amor quer sempre o melhor para o amado... E se o ser amado acha que você não é o melhor para ele? O amor apenas respeita, renuncia, e continua amando...
Vocês se indignaram com a minha última afirmação? Mas o amor é dar, não é um ato de troca: “tá aqui meu amor e você me dê o seu...” O nosso amor é livre, ele apenas ama, ele nada espera em pagamento. Ele se entrega, e é feliz por se dar.
Alguma vez você amou, e parou para analisar o que seu ser se tornou depois que aprendeu a sentir o amor. Eu já... Depois de um rompimento brusco, eu jurei que acabou o amor. Posso até dizer que acreditei, meus amigos acreditaram... Mas a vida não.
E um dia parei o carro num sinal vermelho, e imaginem quem parou ao meu lado? O próprio... Nós olhamos, ele sorriu o seu sorriso mais bonito. Eu tremi, esbocei meu oi mais indiferente... Coloquei meu dedo no rádio e fingi procurar uma estação melhor, mentira estava tocando uma música que eu amava... E o bendito sinal fechado... Meu Deus, como demora um sinal fechado quando se quer sair correndo dali? Bem quando abriu o sinal, eu balancei a cabeça indiferente, e sai dali. Parei uns cinco quarteirões depois. Minhas pernas tremiam, meu coração dava pulos, e eu gritava: maldito, eu ainda te amo, eu ainda te amo.... E fiz para mim a pergunta que faltava: o que você quer dele? Vingança? Casar? Deixa-lo louco? Ir lá e chacoalhar gritando o seu amor? O que você quer dele? Diga?
Aí minha mente falou uma resposta que me deixou estupefata: “Eu apenas quero que ele seja feliz, seja com quem for”.
Então eu descobri que havia aprendido a amar, ele havia me ensinado isso.
Liguei o carro, sorri, e amei a mulher que havia me tornado...

0 comentários :

Postar um comentário

NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE