Mais ZoomMenos Zoom

Retrato - Cecilia Meireles

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

 

 

 Poema parte do livro Viagem, declamado pela escritora e poetisa Cecília Meireles na Rádio MEC

 





RETRATO
   Cecilia Meireles

Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.
Eu não tinha essas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha esse coração
que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
-- em que espelho ficou perdida
a minha face?


1 comentários :

Eliane Accioly disse...

O poema de CM é lindo! E seus blogs também. Vá adiante, não para! NAMASTE!

Postar um comentário

NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE NAMASTE